Pages

19 de nov de 2009

Uma dose Poética



Quando sinto seu cheiro
do resto eu esqueço
um ócio desejo
aos poucos enlouqueço
um minuto distraio-me
a pulsação me envolve
e você me percebe
eu baixo o olhar
e volto a sonhar


____________________________


Avulsando sentidos
Abrindo portas
Chaves diferentes
Dispostas a lhe dar respostas
Que o coração precisa ouvir
Pequena proposta
Grande ilusão
Chega como um furacão
Toma todo seu ser
Te mostra caminhos
Que por poucos explorados
Ao fim de uma vida
Com sorrisos nos lábios

Derrepente
A realidade aparece
Nem faz suspense
Te abre um buraco
Usando o furacão
No final só fica um vazio
E Você viu que esses
Sentimentos foram em vão
Por saber que na vida
Obtemos esse
Sentimos apenas um vez
E não aproveitado passa a vez
E o que será do coração
Que se pois-se avulsar?



______________________________



Será saudade
esse sentimento angustiante
que aos poucos invade?
É perseguição
um ato sem teor
que aperta o coração?
Não queria morrer
com a curiosidade
de um dia saber
que o que vem
é sem idade
é intenso
é saudade.
_______________________



Vem valores
vem pra mim
sem horrores
e sem fim
quero ao todo
com obsessão
não peço em vão
seja submisso
tente me entender
só pra mim feliz ser?

___________________________




Me parte o olhar
quando em reflexos
te vejo passar
depois de um sinal
com memorias
sobre um espiral
em minha direção
não vi freio
tragédia ilusão
como faz?
como veio?
______________

Nenhum comentário:

Postar um comentário